início resenhas sobre contato
Of Words and Wisdom: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, por C.S. Lewis.

23 julho 2013

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa, por C.S. Lewis.

Título: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa
Autor: C. S. Lewis
Editora: WMF Martins Fontes
Classificação: Estrela AmarelaDescrição: Estrelinha AmarelinhaDescrição: C:\Users\Gabriel Guerra\Desktop\estrela+amarela+png.pngDescrição: C:\Users\Gabriel Guerra\Desktop\estrela+amarela+png.pngDescrição: C:\Users\Gabriel Guerra\Desktop\estrela+amarela+png.png
Resenha por: Amanda Oliveira

Na verdade, vocês nem devem fazer coisa alguma para voltar a Nárnia. Nárnia acontece. Quando menos esperarem, pode acontecer. Professor.

           O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa é a segunda crônica de Nárnia e aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial. Susana, Lúcia, Pedro e Edmundo tiveram que sair de Londres por conta dos ataques aéreos e assim, foram levados para a casa de um velho professor no campo.

           As crianças estavam ansiosas para explorar tudo: as montanhas, os bosques... Mas quando amanheceu, elas perceberam que chovia tão forte que seria impossível brincar lá fora. Sendo assim, decidiram explorar aquela casa enorme.

           Depois de entrarem em tantos quartos e corredores sem graça, elas acharam uma sala vazia, exceto por um guarda-roupa. Ninguém achou aquilo muito interessante, então saíram de lá. Porém, Lúcia achava que valia a pena abrir o guarda-roupa e ver o que tinha lá, mesmo tendo quase certeza que estava trancado. Mas não estava.

           Lúcia entrou dentro do guarda-roupa, tomando cuidado para deixar a porta aberta porque seria uma tolice fechar-se dentro de um guarda-roupa. Por um momento, ela achou que não havia fundo no móvel. Mas finalmente, Lúcia saiu em um lugar frio com muitas árvores, como um bosque. Ela estava em Nárnia.

Quem nunca esteve em Nárnia há de achar que uma coisa não pode ser boa e aterrorizante ao mesmo tempo.

           Lúcia então, encontrou um fauno chamado Sr. Tumnus. Logo, a menina criou uma amizade linda com o fauno. Mas ela não poderia ficar lá para sempre, então se despediu e voltou para dentro do guarda-roupa temendo que seus irmãos já estivessem preocupados. Mas eles nem ao menos perceberam que Lúcia tinha se ausentado. O que pareceram horas para a menina não passaram de minutos.

Mas se você sabe o que é isso, se já passou a noite toda acordado e chorou até acabarem as lágrimas... Então sabe que, no fim, desce sobre a gente uma grande calma.

           Ninguém acreditou na história de Lúcia. Até que chegou o dia em que, acidentalmente, as quatro crianças entraram no guarda-roupa e conheceram Nárnia. Porém, Nárnia enfrentava um inverno sem fim onde a neve nunca terminava e o Natal nunca chegava provocado por um feitiço da Feiticeira Branca que alegava ser a Rainha de Nárnia. Apenas Aslam poderia salvar o país mágico.

'Dizem que Aslam está a caminho. Talvez já tenha chegado', sussurrou o Castor. Edmundo experimentou uma misteriosa sensação de horror. Pedro sentiu-se valente e vigoroso. Para Suzana, foi como se uma música deliciosa tivesse enchido o ar. E Lúcia teve aquele mesmo sentimento que nos desperta a chegada do verão. Assim, no coração da terra encantada de Nárnia, as crianças lançaram-se na mais excitante e mágica aventura que alguém já escreveu.

10 comentários:

  1. Oi Amanda :)

    Já li esse conto e assisti o filme gostei muito para mim um 4 estrelas, beijos !!!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gabriel!

      Eu gostei muito do filme também, achei muito fiel ao livro e isso é sempre bom haha :)

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, tudo bom? Espero que sim.

    Primeiro devo dizer que adorei seu blog, sério. Muito legal mesmo. É sempre bom conhecer blogueiros e ler coisas tão legais. Continue assim, ok? Estou seguindo e sempre que der passarei por aqui. Gostei mesmo!

    Sobre o post, só tenho uma coisa pra falar: adorei.

    Ah, também tenho um blog literário. Passa por lá depois. Quem sabe você não gosta do meu espaço? Ficaria agradecido, é claro!

    Deixo o link: http://www.diariodebordodeumleitor.com/
    Um abração,

    Igor Gouveia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Fico feliz que tenha gostado do blog e da minha resenha.

      Também gostei de seu blog e já estou seguindo!

      Beijos!

      Excluir
  3. As Crônicas de Nárnia estão entre minhas histórias favoritas. Principalmente, o Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa. Adorei o post e já estou seguindo.

    Beijos,
    Elieny Brandão.
    Depois do Para Sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Elieny. Até agora, a que eu mais gostei foi O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa. Mas são todas ótimas!

      Obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  4. Eu adoro Nárnia, ainda não li todas as Crônicas, adoro como tudo é tão mágico e delicioso de ler, sou fã incondicional da história.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Adoro Nárnia, uma das minhas séries favoritas.
    Seguindo.
    Sonholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nárnia é a história que toda criança devia ler. Sinto não ter lido antes, fui conhecê-la já na oitava série. Mas já reli e como sempre adorei. Tenho algumas preferidas como O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa e o Princípe Caspian, mas como escritora entendo o autor. A história é linda e reflete bem a crença de Lewis e pensar que ele e Tolkien eram tipo, melhores amigos kk

    taliesinperdido.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me arrependi por não ter lido antes, são histórias maravilhosas. Ainda não li o Príncipe Caspian, mas estou com grandes expectativas, haha.

      Beijos!

      Excluir